quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

DEPUTADO DE MEIA TIJELA JEAN WYLLYS QUER PROIBIR PASTORES DE PREGAR CONTRA A PRÁTICA HOMOSSEXUAL

Deputado quer proibir que pastores falem na TV e rádio que homossexualismo é pecado

Outro deputado propôs que gays saiam às ruas contra o conservadorismo cristão no Brasil.
Para o deputado federal e ex-BBB Jean Wyllys (PSOL-RJ) pastores e padres precisam ser impedidos de usarem o espaço de programas de TV e rádio para falarem que o homossexualismo é uma doença e que os homossexuais podem ser “curados”.

Wyllys, que é homossexual assumido, diz que esses religiosos precisam ser punidos por lei, pois ao afirmar que se trata de uma doença com possível recuperação muitos homossexuais passam a sofrer problemas psíquicos.
“Eu acho que tem que haver uma sanção. Eu quero que a gente compare, simplesmente, com outros grupos vulneráveis para saber se é bacana. Alguém que chegue e incite violência contra mulheres e contra negros, ou contra crianças nesse país… Vai ser bem aceito?”, disse ele em entrevista ao UOL e à Folha de São Paulo.
O deputado disse que não pode impedir que o assunto seja falado nos púlpitos, mas não concorda com o uso de concessões públicas para disseminar a ideia de que o homossexualismo é pecado. “Os religiosos são livres para dizerem no púlpito de suas igrejas que a homossexualidade é pecado”, disse ele que acredita que essas falas  demonizam e desumanizam a comunidade gay.
O foco do ex-BBB tem sido maximizar a agenda gay. Ele tem procurado moldar seus  discursos em relação à questão, convergindo-o para a ‘homofobia’. Ele chegou a atribuir que o aumento do número de jovens com AIDS está relacionado também à homofobia, após divulgação dos dados pelo Ministério da Saúde sobre a doença no Brasil.
O pastor Silas Malafaia criticou a proposta do deputado. “Mentiroso de marca maior. Os pastores pregam a libertação de qualquer tipo de pecado. São os próprios homossexuais que pedem ajuda para serem libertos”, disse o pastor.
“O medo de Jean Wyllys: uma consulta popular nas próximas eleições para o povo decidir se apoia ou não a união homoafetiva. Ele já sabe qual ė o pensamento da sociedade Brasileira: NÃO!”, enfatiza Malafaia.
Discursos com teores repulsivos em relação aos cristãos tem se intensificado por parte de alguns parlamentares. Em julho deste ano, um grupo de parlamentares foi filmado desabando hostilidade contra os cristãos e o conservadorismo arraigados na sociedade brasileira.
Recentemente (22/dez) um outro parlamentar do mesmo partido do ex-BBB, o deputado federal Chico Alencar (RJ), propôs  que gays saiam às ruas de todo o Brasil para manifestarem-se contra o avanço do conservadorismo cristão no Congresso Nacional.

MEU COMENTÁRIO
A Biblia: A palavra de Deus não aprova a prática homossexual, tanto no Antigo quanto no Novo Testamento, ICo 6.10, toda prática homossexual é abominação ao Senhor, é chamado também de paixão infame “Pelo que Deus os Abandonou às paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário a natureza. E semelhantemente, também os varões, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, varão com varão, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro” Rm 1.26-27
A Psicologia Comportamentalista de Skinner: No campo da psicologia behaviorismo, é atribuido o homossexualismo como prática comportamental, ou seja, o individuo homossexual muda de comportamento, ele tem práticas sexuais, homo e hetero.

Deputado Jean Wyllys: Esse deputado, deve lavar a boca com soda para falar alguma coisa inerente aos cristãos; primeiro pregar contra a prática homossexual não é crime; querer definir o que deve pregar e o que não deve pregar é uma atento contra a liberdade de expressão, isso mostra que esse deputado é também um analfabeto. Portanto, muitos os televangelistas devem pregar contra o pecado da homossexualidade.


3 comentários:

Newton Carpintero, pr. e servo disse... [Responder comentário]

Prezamado pr. Mauricio Brito,

A paz de CRisto, o nosso Senhor!

Verifiquei a sua matéria e estou aplaudindo. Não podemos calar a boca diante desta canalhice que envergonha a sociedade comum em sua moral.

Qual pai ou qual mãe, sente alguma alegria em saber que o seu filho ou a sua filha, não conseguirá produzir uma família regular, e se sufocará em seus pecados com o agravante em querer transformar a outros mais em desviados do sexo em total agressão ao Criador, que condena esta prática. E, pior, este deputado aproveita-se do dinheiro público para perder o seu tempo com esta algazarra homossexual. Triste!

Uma observação: A sua matéria sugere que ele deveria lavar a boca com SODA. Penso eu que deveria lavar com SODA CÁUSTICA, pela crueldade em determinar uma sociedade homossexual, como um fato normal.

O SEnhor seja contigo, nobre pastor,

O menor de todos os menores, com vergonha da manipulação política em prol desta armadilha para a sociedade.

PR MAURICIO BRITO disse... [Responder comentário]

Ola Nobre Companheiro Nilton Carpinteiro, vamos a luta, muito obrigado por sua valorosa palavra de incentivo.

Abraços em Cristo, o senhor é contigo.

Pr .João Batista disse... [Responder comentário]

concordo plenamente,

Postar um comentário

Todo comentário deve seguir os critérios: estar relacionado ao assunto, ter identificação do comentarista e mesmo assim passa pelo nosso crivo daí decidiremos se devem ser publicados ou não.