quinta-feira, 3 de junho de 2010



























TEMPERANÇA FRUTO DO ESPÍRITO QUE CONTROLA O TEMPERAMENTO.



Lição 10; 06 de junho de 2010

INTRODUÇÃO

O Apostolo Paulo refletindo sobre o contraste do vinho e o Espírito, ele diz não embriagues com vinho; pois, bem o vinho trás muitas devassidão e contendas; vinho nesta passagem é mosto bebida com alta taxa de álcool; portando, o cristão deve encher do Espírito Santo. Cf. Ef. 5.18;

1. QUAL A ORIGEM DOS RECABITAS?
A ordem de Deus foi dada a Jeremias que visitassem a tribo dos recabitas; os recabitas já eram um povo que tinha uma longa historia; alguns historiador afirmam que eles eram nômades, isto é, não tinha morada fixa, outros já afirmam que tinha morada fixa. Outros historiadores afirma que eles eram da descendência de Jetro o famoso sogro de Moisés;

A - Jonadabe
Líder da tribo dos recabitas chamado de patriarca, a convite do rei do norte de Israel Jeú, foi solicitado a fazer parte do extermínio d deus Baal. Sob a liderança de Jonadabe eles fizeram o que eram reto aos olhos do Senhor, cf. 2Rs. 10.15-27; os recabitas aparentemente se mostraram fies a lei de Deus, mesmo sabendo que o réu Jeú não estavam firmes a Lei de Jeová.

B - Recabitas.
Este povo fazia parte de uma tribo nômade aparentada com os queneus e com Jetro, sogro de Moisés (cf. Jz 1.16; 1 Cr 2.55). Seu ancestral, Jonadabe (cf. 2 Rs 10.15-27), ordenara a seus filhos, mais de duzentos anos antes, que não bebessem nenhum tipo de vinho, não habitassem em casas permanentes e não cultivassem a terra. Pelo contrário, deviam viver como nômades, criando gado. Deus mandou Jeremias provar os recabitas a fim de pôr em destaque sua fidelidade ao seu ancestral (Jonadabe), para assim contrastar com a infidelidade da nação de Judá ao seu Deus. (Extraído da Biblia de Estudo Pentecostal)

C - Não Beberemos Vinho Disse Os Recabitas.
Os recabitas permaneceram fiéis às suas convicções, e não desobedeceram aos princípios estabelecidos por seu antepassado. (1) Jonadabe tinha prescrito essas regras para que seus descendentes tivessem uma vida simples, e permanecessem separados dos cananeus, e evitassem a conformação com os israelitas por sua constante apostasia. A abstinência do vinho ajudava-os a evitar a imoralidade e a idolatria do culto de Baal, que geralmente envolvia embriaguês e orgia. (2) Algumas das regras dos recabitas não se aplicam aos crentes de hoje, mas o seu propósito de viverem separados do mal deve ser o alvo dos verdadeiros seguidores de Cristo. Todos os pais crentes devem, da mesma maneira que Jonadabe, ensinar aos filhos os princípios santos que os ajudarão a permanecer fiéis a Deus e à sua Palavra. (Estraído da Biblia de Estudo Pentecostal)

D – Os Babilônicos e os Recabitas
Os recabitas não foram levados para a babilônia, por serem povos muito pobres e ser na maioria analfabeto, o Monarca Nabucodonosor levou aquilo que era de melhor tanto homem quanto objetos. Eles armaram as sua tendas nas periferias de Jerusalém com medo das tropas poderosas dos babilônicos. Em meio aquela aflição e pânico, receberam o convite de Jeremias para irem a casa de Deus.

2. O EXEMPLO DE VIDA DOS RECABITAS
Não podemos dizer que tudo que os recabitas fizeram serviriam de exemplo para a sociedade cristã dos dias hodiernos; porém, muitas coisas servem de exemplo a ser seguido, e outras muitos dos cristãos atuais teriam dificuldades em imita-las.

2.1. A Abstinência de Bebidas Alcoólicas.
Os recabitas foram instruídos a abster-se das bebidas alcoólicas, para não perderem a moral e os bons costumes, cf. Gn. 9.20-23; 19.32-38. As bebidas alcoólicas sempre esteve associada as festividades pagã, principalmente aos cultos idolátricos dos cananeus. Por estas razões os recabitas resolveram fielmente abister-se do vinho e viver uma vida como verdadeiro povo de Deus. Este é um exemplo a ser seguido pelo povo que prisma pela devoção a Deus; quantos malefício as bebidas incontinente tem trazido a sociedade; os vícios são terríveis pessoas viciadas em alcoolismo vivem como se fossem cachorros perambulando pelas calçadas das cidades. E as famílias são as maiores vitimas.

A – Bons Costumes:
A preservação dos bons costumes é essencial na vida do ser humano, as tradições cristã, os costumes familiares, os costumes da Igreja fazem parte do processo que leva a vida espiritual sadia e firme; se preservarmos os bons costumes teremos uma igreja firme e uma família sólida.

B – A Moral
São muitos os pais de família que perderam a sua moral perante a sociedade e perante os filhos, não são mais exemplo nem para família e tão pouco para a igreja. PESSOA QUE TEVE APROXIMAÇÃO SEXUAL COM CONJUGE QUE NÃO É O SEU, esta despreparada para liderar a igreja, porque perdeu a moral na família. Lamentavelmente a igreja esta deixando de observar esse principio; e colocando pessoas para dirigir as congregações que já traíram sexualmente a sua esposa; trair sexualmente não é só ter relações sexuais a chamada junção carnal, não é só isso; no dizer do Senhor Jesus Cristo basta o individuo olhar com intenções impura que no coração já cometeu adultério. Conheço pessoas que tiveram problemas de inerente o sexo oposto e assim traindo a sua esposa e hoje estão dirigindo igrejas; lamentavelmente. Individuo que traiu a sua esposa com aproximação sexual com pessoal que não é seu cônjuge perdeu todas as condições de estar liderando igrejas; poderá ser perdoado e ser um cristão salvo, mas, para comandar igreja não tem mais moral.

2.2. Protestar contra o pecado
Por serem andarilhos não coaduna com a nossa cultura dos dias hodiernos, no cenário cristão; mas, as suas andanças eram ara protestar contra as injustiças sociais, e a idolatria vivida por Israel. Devemos pegar o bom exemplo dos Recabitas e condenar, protestar contra tôo tipo de pecado, injustiça, idolatria etc. “não podemos assimilar a cultura pecaminosa do presente século, cf. Rm. 12.1-3, Hb. 11.13;

2.3. Honrar e valorizar as pessoas que trabalharam anterior.
Os recabitas honravam o seu maior líder Jonadabe filho de Recabe, porem, sem a chamada “idolatria santa” porque hoje no meio dos evangélicos existem uma certa idolatria com determinados lideres que é na verdade, uma vergonha, estamos percebendo nos dias hodiernos alguns lideres ASSEMBLÉIANOS serem idolatrados e o pior e que eles aceitam essa idolatria, como por exemplo grandes lideres da Assembléia de Deus estão afundados em escândalos e mais escândalos e segamente os pastores que o idolatram os aplaude e ainda diz que isso é honroso. Lamentavelmente.

Os recabitas pegaram o exemplo de seu líder Jonadabe cf. Jr. 35.10; hoje em muitas igrejas evangélicas não tem como pegar exemplo de determinados lideres, muitos deles estão com problemas na justiça, nome no serasa, spc, estão envolvidos com as mais absurdas e perversas imoralidades; é so observar os noticiários na internet que iremos ver quem é quem.

A - As tradições
As tradições religiosas devem ser respeitadas, e também devem ser honrados os lideres que vieram antes de nós;mas, não a ponto de fechar-mos os olhos para as coisas erradas, como por exemplo desvio de dinheiro, relatório falso, contabilidade fraudada etc. Por outro lado existem aqueles que não respeita o legado deixado pelos antigos lideres e querem destruir tudo;

3. O EXEMPLO DOS RECABITAS
Vejamos que os recabitas deixaram exemplo que serve em muito para realçar a fidelidade a Deus quanto aos lideres, aqueles que ainda estão e o que já passaram, nunca devemos nos esquecer daqueles lideres amorosos que nos ensinaram a palavra de Deus; e nunca devemos também deixarmos nos levar pelas influencias dos outros, dever ter a nossa posição confiável em Deus sempre.

O autocontrole, fundamental para uma vida cristã sadia equilibrada, devemos repudiar sempre os vícios as bebidas alcoólicas, fumo e outros vícios como por exemplo, a mentira, fofoca etc.



Pastor Mauricio Brito - Jaru Rondonia, Fone Para contato 69 -92244161 -

5 comentários:

Ensino,religião e política. criticas. disse... [Responder comentário]

Deus, o mistério.

Existe em um lugar qualquer do nosso planeta, uma caixa hermeticamente fechada. Esta caixa esta imóvel não tem nenhum odor, não há nada que a identifique. Muitos humanos passaram a observar, andaram a sua volta, a examinaram, chegando até tocar com as mãos, mas nada puderam perceber, era impossível saber seu conteúdo. Esta caixa continua a ser um grande mistério. Algum esperto teve uma idéia maravilhosa e disse; Deus o nosso criador esta nesta caixa, após dizer isso passou a descrever como seria este Deus, ele é onipotente, bondoso e justo, nós somos a sua imagem, ele foi o criador do universo. Foi assim que começou a primeira religião monoteísta.
Como o negocio foi ficando muito lucrativo, apareceram outros adotando a mesma idéia e assim foi proliferando todo tipo de crença. A caixa continua lá no mesmo lugar e muito bem fechada como sempre esteve. Aquele pseudo conhecimento de Deus foi se alastrando por todo planeta, cada um dando sua versão de acordo com seus interesses, mas até o dia de hoje a caixa não foi aberta tudo que se fala, sem nenhuma duvida são suposições, pois o mistério continua, ninguém pode dizer que já o desvendaram, acredito que nunca será desvendado, passam gerações e gerações, e o mistério continua a desafiar nossa imaginação. Tudo que é pregado pelas religiões, são somente suposições nada pode ser provado até hoje.
Não pensem que sou ateu, nada disso apenas tenho um cérebro para pensar, para raciocinar. E qualquer explicação que não tenha coerência, não posso aceitar como verdade. Penso que deve haver um criador de todo este misterioso universo, mas este misterioso criador não precisa ser necessariamente divino pode ser um criador sem dotes celestiais, isso não lhe tiraria os méritos diante de tamanha construção.
Sei muito bem que minhas palavras não irão mudar nada na humanidade, pois isso já esta enraizado na mente humana não há como mudar. Gostaria que pelo menos as pessoas usassem mais o potencial maravilhoso dos seus cérebros, refletissem com mais clareza, deixando com isso de ajudar muitos espertos a montarem verdadeiros impérios de poder em nome deste Deus que continua fechado na caixa misteriosa.

Paulo Luiz Mendonça. Autor do livro Crônicas indagações e teorias. Editora Scortecci.

Ensino,religião e política. criticas. disse... [Responder comentário]

Como vejo meus semelhantes.

Tenho setenta e três anos, já analisei muitas coisas nesta vida, a coisa que mais me impressiona no ser humano, é sem sombra de duvida o não aproveitamento do potencial maravilhoso do seu cérebro.
Refletindo, nós estamos no século 21, na era do computador, do avião a jato e de tantos outros seguimentos científicos avançadíssimos. A faze inicial de criança já terminou, com o passar dos anos, nossa inteligência foi aprimorada. Uma das coisas mais importante que precisamos, é saber analisar tudo que nos rodeia, estamos vivendo em uma época de grandes competições, portanto há uma enorme possibilidade de sermos ludibriados, como se diz na gíria ser passado para traz. Os seres humanos os quais sabem usar sua inteligência, o bom senso e a razão conseguem se livrar dos espertalhões que tentam ludibriá-los, mas há aqueles que desprezam preguiçosamente o potencial maravilhoso do seu cérebro deixando-se conduzir pela medíocre correnteza dos insensatos.
Mergulhados na correnteza da insensatez, estas pessoas, são facilmente enganadas por políticos inescrupulosos, por vendedores muitas vezes desonestos, pela famigerada mídia a qual os induz ao consumismo exagerado e desnecessário e também, sem sombra de duvida pelos falsos profetas que proliferam por muitos seguimentos religiosos, montando verdadeiros impérios de poder e dinheiro, dinheiro este tirados de pessoas pobres que se entregam de corpo e alma a estes movimentos em busca de prosperidade, cura de enfermidades ou para resolverem problemas emocionais.
Estas pessoas geralmente estão fragilizadas pela situação adversa em que se encontram, sendo assim se tornam presa fácil dos espertalhões, os quais usam técnicas bem aprimoradas de convencimento, induzindo os a um frenético fanatismo, fanatismo este os quais os levarão para um regime de escravidão consensual.

Paulo Luiz Mendonça. Autor do livro Crônicas Indagações e teorias, Editora Scortecci.

Ensino,religião e política. criticas. disse... [Responder comentário]

JUSTIÇA A TODOS.
Esta crônica não está de maneira nenhuma se relacionando pejorativamente a nenhuma entidade religiosa
Ela somente terá a incumbência de abrir nossos olhos para as injustiças cometidas por nós seres humanos, principalmente nós cristãos.
Em primeiro lugar, falamos de Jesus Cristo, um homem sábio, muito evoluído e audacioso para sua época. Seus feitos foram extraordinários, seus ensinamentos foram sem duvida muito significativo. Suas parábolas trouxeram mudanças profundas na nossa maneira de viver. Segundo relatos, foram feitos por ele centenas de milagres, isso ninguém discute são fatos reais os quais são relatados no novo testamento. Agora vamos fazer um paralelo, uma comparação entre Jesus e outros homens de grande talento que surgiram na terra. Por exemplo, enquanto Jesus fez centenas de milagres salvando pessoas as beiras da morte ou com grandes dificuldades. Alexandre Fleming salvou milhares, e milhares de seres humanos da morte certa com a descoberta da penicilina. Pessoas com infecções sem esperança de cura passaram a serem salvas, e a penicilina abriu caminho para outros antibióticos os quais continuam salvando seres por todo planeta terra. Podemos falar também de Luiz Pasteur, que através de suas pesquisas descobriu a vacina anti-rábica. Através desta descoberta, milhares e milhares de seres foram salvos da morte certa e muito dolorosa. Enquanto Jesus salvou centenas de paralíticos, Sabin descobriu a vacina contra a paralisia infantil, com isso salvou milhares e milhares de crianças a se tornarem paralíticas. Alem destes há também Osvaldo cruz, Vital Brasil, Robert Koch descobridor do bacilo da tuberculose e muitos outros médicos e cientistas pesquisadores os quais dedicaram suas vidas na luta contra as varias doenças que assolavam nosso planeta.
Há também filósofos, educadores e muitos outros nomes importantes no desenvolvimento intelectual da espécie humana.
Vamos agora, ao porque de toda essa explanação. Está no fato de o nome de Jesus ser amplamente divulgado, não só divulgado, mas vergonhosamente explorado, e estes outros grandes homens também super importantes, seus nomes caíram completamente no esquecimento.
É fácil de entender a mídia não se preocupa em divulgar os nomes destes homens, porque esta divulgação não gera lucros e o capitalismo vive de lucros quanto mais lucro melhor.
Paulo Luiz Mendonça. Autor do livro, Crônicas, indagações e teorias. Editora Scortecci.

Ensino,religião e política. criticas. disse... [Responder comentário]

RETORNO DE JESUS.

Existe uma crença cristã, segundo interpretação dos relatos da bíblia sagrada, que diz: Jesus Cristo retornará pela segunda vez aqui na terra. Sendo assim, baseados nestes relatos, todos cristãos, estarão esperando ansiosos pela sua volta. Eu tenho ouvido alguns evangélicos dizerem: “O divino mestre voltará ao nosso planeta em grande esplendor” segundo meu modo de pensar, se ele voltar da maneira como dizem, será muito fácil, até os religiosos não cristãos irão reconhecê-lo. Mas, eu acredito, quando ele voltar a terra será muito difícil seu reconhecimento. Porque quando isso acontecer, ele não voltará como alguém cheio de gloria e esplendor. Isto nunca acontecerá. Na minha concepção, Jesus aparecerá disfarçado, poderá ser de muitas formas. Eu tenho plena convicção, se ele aparecer como um líder religioso haverá uma grande ciumeira entre os outros lideres da mesma crença, eles o verão como um perigoso concorrente. Sendo assim, todos lideres irão atacá-lo com a maliciosa intenção de denegri-lo e destruir sua reputação, fazendo-o cair no esquecimento. Se ele retornar como um homem pobre, simples sem nenhuma expressão de destaque, ele não terá a oportunidade de divulgar as suas sagradas palavras e fatalmente cairá no ridículo e também no mais completo esquecimento. Digo mais: Talvez Jesus já tenha voltado em tempos passados e nós não o tenhamos reconhecido. Isto é bem possível já ter acontecido. Tenho esperança que: quando ele voltar, todos os cristãos com o espírito de humildade o reconheçam. Penso eu que será muito difícil porque nos seres humanos, somos muito egoístas para reconhecer valor em outro semelhante. Sendo assim, Jesus, poderá aparecer varias e varias vazes e ninguém reconhecê-lo, isto é bem possível acontecer. Se Jesus um dia no futuro voltar a terra, e ninguém reconhecê-lo, nós estaremos agindo da mesma maneira dos judeus que não o reconheceram como filho de Deus, porque naturalmente eles estavam esperando-o em berço de ouro e com grande esplendor. Para surpresa de todos, humildemente ele nasceu em uma simples estrebaria na região da palestina. Sendo assim, temos que observar com responsabilidade, atenção e muito cuidado com todos os nossos semelhantes ou Jesus passará em frente aos nossos olhos e nós não conseguiremos vê-lo, nem reconhecê-lo, desta maneira, nós estaremos esperando-o para sempre. Por isso não se iludam, os que pensam que ele voltará em esplendor. Se tomarmos por base sua grandiosa inteligência, ele voltará sim, mas com um surpreendente disfarce, ele só será reconhecido por aqueles que têm pureza de coração, e humildade, segundo meu ponto de vista será bem pouco.
Esta crônica foi extraída do livro, Crônicas, indagações e teorias. Autor Paulo Luiz Mendonça. Editora Scortecci.

PR MAURICIO BRITO disse... [Responder comentário]

Caro Amigo muito obrigada pela sua participação, e continue comentando nos novos artigos.
abraços

Postar um comentário

Todo comentário deve seguir os critérios: estar relacionado ao assunto, ter identificação do comentarista e mesmo assim passa pelo nosso crivo daí decidiremos se devem ser publicados ou não.