sábado, 31 de dezembro de 2011

ESTUDO SOBRE AS SETE DISPENSAÇÕES

As Sete Dispensações
Dispensação “é um período em que o homem é experimentado em relação à sua obediência a alguma revelação especial da vontade tanto permissiva como diretiva de Deus”.
A palavra dispensação deriva do termo grego “oikonimia” que por sua vez significa economia que é a “boa ordem na administração na despesa de uma casa”.
As sete dispensações são:
1 – Dispensação da Inocência
Seu início deu-se na criação e findou-se na queda de Adão. O tempo não é revelado.
2 – Dispensação da Consciência
Esta dispensação começou em Gn 3 e durou cerca de 1656 anos: de zero (0 ) a 1656 a.C., abrangendo o período desde a queda do homem até o dilúvio; Gn 7.21,22.
3 – Dispensação do Governo Humano
Esta dispensação começou em Gn 8.20 e perdurou cerca de 427 anos. Desde o tempo do Dilúvio até a dispersão dos homens sobre a superfície da terra, sendo consolidada com a chamada de Abraão; Gn 10.15; 11.10-19;12.1.
4 – Dispensação Patriarcal
Teve início com a Aliança de Deus com Abraão, cerca de 1963 a.C., ou seja, 427 anos depois do dilúvio. Sua duração foi de 430 anos; Gl 3.17; Hb 11.9,13. A palavra chave é PROMESSA. Por meio desta dispensação, Abraão e seus descendentes vieram a ser herdeiros da promessa.
5 – Dispensação da Lei
Ela teve início em Ex 19.8, quando o povo de Israel proclamou dizendo que “tudo que o Senhor falou, faremos.” Sua extensão é de 1430 anos. Do Sinai ao Calvário; do Êxodo à cruz.
6 – Dispensação da Graça
Esta dispensação começou com a morte e ressurreição de nosso Senhor Jesus Cristo e terminará em plenitude com o arrebatamento da Igreja; porém, oficialmente falando, seus efeitos continuarão até Apocalipse 8.1-4.
7 – Dispensação do Reino
Esta dispensação terá, de acordo com a própria escritura, a duração de 1.000 anos; Ap 20.1-6. É também chamada de a dispensação do Governo Divino. Esta dispensação é algo para o futuro, logo após o julgamento das nações descrito em Mt 25.31-46, e antes do Juízo do Grande Trono Branco (GTB). É neste ponto, que se encontra a essência do entendimento do campo da escatologia bíblica, ou seja, compreender o que Deus traçou para o futuro da Igreja, Israel e dos gentios. Esta última dispensação, que é a juntura do presente século e do vindouro, fornece um nítido exemplo de sobreposição das dispensações, isto é, que às vezes há um período transitório entre uma e outra.
APOLEGETICA CRISTÃ
A maneira com que as pessoas se relacionam com o culto comunitário a Deus reflete necessariamente a natureza do relacionamento que possuem com a pessoa de Jesus. Simples assim.

Tentativas de se criar processos que facilitem a caminhada com o evangelho podem ser os maiores inimigos da multiplicação de uma fé genuína. Isso ocorre por que as pessoas nascem com uma tendência natural de valorizar o lado místico das coisas, quase sempre desprezando a compreensão que poderiam obter através de suas ações.

Conheço muitas pessoas que pensam que o culto é o produto final daquilo que é a função da igreja na vida das pessoas. Por este conceito estar invertido, criamos tantas anomalias espirituais… como os parasitas (ou vampiros), que semana após semana recarregam suas energias sugando tudo que podem… seja nas palavras que convém, seja na oração de encerramento; ou como os anestesiados que, indiferente de qualquer coisa que Deus queira fazer, já estão confortáveis em se relacionar com o evangelho e com as demais pessoas dentro de limites considerados seguros.

E esta análise não é novidade alguma. Da multidão que se aglomerava para ouvir pessoalmente os ensinos de Jesus, o que mais havia era gente destes dois grupos. Quantos não o seguiram com o intuito de usufruirem das multiplicações de pães, da cura das doenças e demais milagres? E quantos o seguiram por que ele estava na moda? Ambos os grupos naufragaram antes da conclusão da obra da cruz.

Igualmente nós, precisamos saber em que grupo estamos.

Uma vez compreendendo que nossa vivência com o evangelho não deve se dar mais nestes níveis superficiais, estaremos aptos a manifestar a natureza de nossa vocação. Os condenados caminhando velozmente para a perdição inevitável. E os santificados, mesmo tentando seguir o curso da vontade deste mundo, não conseguindo se distanciar da obra redentora da cruz. A diferença entre os dois é sutil… mas reveladora!

Com a compreensão de que fazemos parte dos “salvos”, agora expressaremos nossa espiritualidade em função de nosso relacionamento com a pessoa de Jesus. Nossa adoração se dará em cada pequeno detalhe. E contaminaremos as reuniões públicas e as enfadonhas reuniões sociais/políticas que esta geração insiste em chamar de igreja.

Uma fé genuína não é aquela que vê virtude na desgraça que a igreja se tornou. Mas é aquela que ignora a instituição hipócrita e continua trabalhando onde as pessoas vivem. A igreja deve estar onde as pessoas estão.
A maneira com que as pessoas se relacionam com o culto comunitário a Deus reflete necessariamente a natureza do relacionamento que possuem com a pessoa de Jesus. Simples assim.

Tentativas de se criar processos que facilitem a caminhada com o evangelho podem ser os maiores inimigos da multiplicação de uma fé genuína. Isso ocorre por que as pessoas nascem com uma tendência natural de valorizar o lado místico das coisas, quase sempre desprezando a compreensão que poderiam obter através de suas ações.

Conheço muitas pessoas que pensam que o culto é o produto final daquilo que é a função da igreja na vida das pessoas. Por este conceito estar invertido, criamos tantas anomalias espirituais… como os parasitas (ou vampiros), que semana após semana recarregam suas energias sugando tudo que podem… seja nas palavras que convém, seja na oração de encerramento; ou como os anestesiados que, indiferente de qualquer coisa que Deus queira fazer, já estão confortáveis em se relacionar com o evangelho e com as demais pessoas dentro de limites considerados seguros.

E esta análise não é novidade alguma. Da multidão que se aglomerava para ouvir pessoalmente os ensinos de Jesus, o que mais havia era gente destes dois grupos. Quantos não o seguiram com o intuito de usufruírem das multiplicações de pães, da cura das doenças e demais milagres? E quantos o seguiram por que ele estava na moda? Ambos os grupos naufragaram antes da conclusão da obra da cruz.

Igualmente nós, precisamos saber em que grupo estamos.

Uma vez compreendendo que nossa vivência com o evangelho não deve se dar mais nestes níveis superficiais, estaremos aptos a manifestar a natureza de nossa vocação. Os condenados caminhando velozmente para a perdição inevitável. E os santificados, mesmo tentando seguir o curso da vontade deste mundo, não conseguindo se distanciar da obra redentora da cruz. A diferença entre os dois é sutil… mas reveladora!

Com a compreensão de que fazemos parte dos “salvos”, agora expressaremos nossa espiritualidade em função de nosso relacionamento com a pessoa de Jesus. Nossa adoração se dará em cada pequeno detalhe. E contaminaremos as reuniões públicas e as enfadonhas reuniões sociais/políticas que esta geração insiste em chamar de igreja.

Uma fé genuína não é aquela que vê virtude na desgraça que a igreja se tornou. Mas é aquela que ignora a instituição hipócrita e continua trabalhando onde as pessoas vivem. A igreja deve estar onde as pessoas estão.
A maneira com que as pessoas se relacionam com o culto comunitário a Deus reflete necessariamente a natureza do relacionamento que possuem com a pessoa de Jesus. Simples assim.

Tentativas de se criar processos que facilitem a caminhada com o evangelho podem ser os maiores inimigos da multiplicação de uma fé genuína. Isso ocorre por que as pessoas nascem com uma tendência natural de valorizar o lado místico das coisas, quase sempre desprezando a compreensão que poderiam obter através de suas ações.

Conheço muitas pessoas que pensam que o culto é o produto final daquilo que é a função da igreja na vida das pessoas. Por este conceito estar invertido, criamos tantas anomalias espirituais… como os parasitas (ou vampiros), que semana após semana recarregam suas energias sugando tudo que podem… seja nas palavras que convém, seja na oração de encerramento; ou como os anestesiados que, indiferente de qualquer coisa que Deus queira fazer, já estão confortáveis em se relacionar com o evangelho e com as demais pessoas dentro de limites considerados seguros.

E esta análise não é novidade alguma. Da multidão que se aglomerava para ouvir pessoalmente os ensinos de Jesus, o que mais havia era gente destes dois grupos. Quantos não o seguiram com o intuito de usufruirem das multiplicações de pães, da cura das doenças e demais milagres? E quantos o seguiram por que ele estava na moda? Ambos os grupos naufragaram antes da conclusão da obra da cruz.

Igualmente nós, precisamos saber em que grupo estamos.

Uma vez compreendendo que nossa vivência com o evangelho não deve se dar mais nestes níveis superficiais, estaremos aptos a manifestar a natureza de nossa vocação. Os condenados caminhando velozmente para a perdição inevitável. E os santificados, mesmo tentando seguir o curso da vontade deste mundo, não conseguindo se distanciar da obra redentora da cruz. A diferença entre os dois é sutil… mas reveladora!

Com a compreensão de que fazemos parte dos “salvos”, agora expressaremos nossa espiritualidade em função de nosso relacionamento com a pessoa de Jesus. Nossa adoração se dará em cada pequeno detalhe. E contaminaremos as reuniões públicas e as enfadonhas reuniões sociais/políticas que esta geração insiste em chamar de igreja.

Uma fé genuína não é aquela que vê virtude na desgraça que a igreja se tornou. Mas é aquela que ignora a instituição hipócrita e continua trabalhando onde as pessoas vivem. A igreja deve estar onde as pessoas estão.

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

DEPUTADO DE MEIA TIJELA JEAN WYLLYS QUER PROIBIR PASTORES DE PREGAR CONTRA A PRÁTICA HOMOSSEXUAL

Deputado quer proibir que pastores falem na TV e rádio que homossexualismo é pecado

Outro deputado propôs que gays saiam às ruas contra o conservadorismo cristão no Brasil.
Para o deputado federal e ex-BBB Jean Wyllys (PSOL-RJ) pastores e padres precisam ser impedidos de usarem o espaço de programas de TV e rádio para falarem que o homossexualismo é uma doença e que os homossexuais podem ser “curados”.

Wyllys, que é homossexual assumido, diz que esses religiosos precisam ser punidos por lei, pois ao afirmar que se trata de uma doença com possível recuperação muitos homossexuais passam a sofrer problemas psíquicos.
“Eu acho que tem que haver uma sanção. Eu quero que a gente compare, simplesmente, com outros grupos vulneráveis para saber se é bacana. Alguém que chegue e incite violência contra mulheres e contra negros, ou contra crianças nesse país… Vai ser bem aceito?”, disse ele em entrevista ao UOL e à Folha de São Paulo.
O deputado disse que não pode impedir que o assunto seja falado nos púlpitos, mas não concorda com o uso de concessões públicas para disseminar a ideia de que o homossexualismo é pecado. “Os religiosos são livres para dizerem no púlpito de suas igrejas que a homossexualidade é pecado”, disse ele que acredita que essas falas  demonizam e desumanizam a comunidade gay.
O foco do ex-BBB tem sido maximizar a agenda gay. Ele tem procurado moldar seus  discursos em relação à questão, convergindo-o para a ‘homofobia’. Ele chegou a atribuir que o aumento do número de jovens com AIDS está relacionado também à homofobia, após divulgação dos dados pelo Ministério da Saúde sobre a doença no Brasil.
O pastor Silas Malafaia criticou a proposta do deputado. “Mentiroso de marca maior. Os pastores pregam a libertação de qualquer tipo de pecado. São os próprios homossexuais que pedem ajuda para serem libertos”, disse o pastor.
“O medo de Jean Wyllys: uma consulta popular nas próximas eleições para o povo decidir se apoia ou não a união homoafetiva. Ele já sabe qual ė o pensamento da sociedade Brasileira: NÃO!”, enfatiza Malafaia.
Discursos com teores repulsivos em relação aos cristãos tem se intensificado por parte de alguns parlamentares. Em julho deste ano, um grupo de parlamentares foi filmado desabando hostilidade contra os cristãos e o conservadorismo arraigados na sociedade brasileira.
Recentemente (22/dez) um outro parlamentar do mesmo partido do ex-BBB, o deputado federal Chico Alencar (RJ), propôs  que gays saiam às ruas de todo o Brasil para manifestarem-se contra o avanço do conservadorismo cristão no Congresso Nacional.

MEU COMENTÁRIO
A Biblia: A palavra de Deus não aprova a prática homossexual, tanto no Antigo quanto no Novo Testamento, ICo 6.10, toda prática homossexual é abominação ao Senhor, é chamado também de paixão infame “Pelo que Deus os Abandonou às paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário a natureza. E semelhantemente, também os varões, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, varão com varão, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro” Rm 1.26-27
A Psicologia Comportamentalista de Skinner: No campo da psicologia behaviorismo, é atribuido o homossexualismo como prática comportamental, ou seja, o individuo homossexual muda de comportamento, ele tem práticas sexuais, homo e hetero.

Deputado Jean Wyllys: Esse deputado, deve lavar a boca com soda para falar alguma coisa inerente aos cristãos; primeiro pregar contra a prática homossexual não é crime; querer definir o que deve pregar e o que não deve pregar é uma atento contra a liberdade de expressão, isso mostra que esse deputado é também um analfabeto. Portanto, muitos os televangelistas devem pregar contra o pecado da homossexualidade.


terça-feira, 27 de dezembro de 2011

NOS BASTIDORES DA ELIÇÃO CGADB 2013; JA ESCOLHI MEU CANDIDATO!

CGADB - 2013
Em 2013, conforme estabelece o estatuto haverá eleição para o concílio maior das IGREJAS ASSEMBLÉIA DE DEUS NO BRASIL, denominada CGADB, da qual muito me honra em pertence-la. Percebem-se que as lideranças nacionais ja começam a se movimentar em busca de apoio; inclusive a CONFRADESP ja aprovou uma moção de apoio ao Pr José Welington para concorrer as eleições de 2013; vejo como naturalidade esse processo que é puramente normal e democrático; porém, nos bastidores percebemos que existem outras pretenças cadidaturas; chamadas pelos observadores de outras VIAS.

1. PRIMEIRA VIA
A primeira via seria o atual presidente da CGADB, que naturalmente será o candidato por direito ja anteriormente adquirido, e  pela experiência de vida comprovada empiricamente como bom administrador, e fiel pastor nas conduções dos trablhos inerente a sua compêtencia, fato esse percebido por todos nós. Na visão do Pr Jasiel Padilha ele seria o único capaz dos trinta mil pastores filiados a CGADB que venceria com sobra o Pr Samuel Camara; caso contrário a CGADB irá então para a mão do pastor concorrente. Penso ser uma boa opção para continuar administrando a nossa CGADB; Pr José Welington ja provou que é um verdadeiro lutador em defesa do evangelho de Cristo; porém, não vejo nada de errado ou antibiblico ouros pastores se apresentarem como opção.

2. SEGUNDA VIA
A segunda via, que prefiro chamar de mais uma opção; segundo informação de seus acessores, será o Nobre Colega Pr Samuel Camara Presidente da Igreja em Belém PA; Igreja Mãe das Assembleia de Deus no Brasil. Penso ser também uma ótima opção; que também ja demostrou que é capaz de consduzir de forma sabia os trabalhos administrativos e pastoriais. No dizer do Pr Padilha, Samuel Camara perderia para o Pr José Welington mais uma vez; eu não penso dessa maneira vejo de forma igualitária e respeitosa, porém com personalidades diferentes. 

3. TERCEIRA VIA
No inicio do ano foi fomentado Pelo Pr Jeremias do Couto uma outra candidatura, que ele mesmo chamou de 3º via; a época fiz alguns questionamento em seu blog; inclusive a pergunta que fiz continua valendo: Quem será o candidato desse 3º via? Quem hailitará? Ou apresentará?  Segundo informação extra oficial existem mais de 30 mil pastores filiados á CGADB; na verdade, existem muitos pastores competentes e abalizados para este fim. Ou será que essa 3º via ja nasceu morta, ou falida? Não sei! mas, parece! ou seria o próprio Pr Jeremias do Couto o candidato da 3º via? Poderá ser, se for será uma otima opção; homem de equilibrio e promotor da paz, consiliador, escritor pastor que deu a vida em prol do reino de Deus. 

4. QUARTA VIA
Pessoal; esta aberta as inscrições para a QUARTA VIA; quem quiser se apresentar, é um direito socilógico de cada um. Sociológico ou politico? Os dois? socilogico porque preta uma serviço a sociedade cristã e politico porque é um ato politico-administrativo. Amigo Leitor o seu candidato esta em quais das vias? opa não fale é segredo quardado a SETE CHAVES.  

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

ESCOLA DOMINICAL CONTRIBUIÇÃO PARA SOCIEDADE

ESCOLA DOMINICAL CONTRIBUIÇÃO PARA A SOCIEDADE.

Desde sua origem, as Escolas Bíblicas Dominicais tem se tornado fundamental para o desenvolvimento do cristão. Não obstante, ao longo dos anos, muitos há tem abandonando, ou até mesmo relegando-a para segundo plano frente às escolas seculares.
Além de ser uma grande ferramenta de evangelização, a EBD é também primordial para a estabilidade familiar, pois, o ambiente é propicio para o ensino da verdade.
Muitas teorias tem se formado ao longo dos anos quanto aos métodos pedagógicos e sua aplicabilidade nas EBDs. E verifica-se que quanto mais se prepara em conhecimento e metodologias aplicadas ao ensino, maior os resultados obtidos.
Necessário se faz o aprimoramento de todos os atores envolvidos quanto à boa exposição da Palavra de Deus através das EBDs.
Aqueles que educam, precisa adquirir conhecimentos sólidos sobre os princípios bíblicos ensinados a classe. Devem também cultivar uma vida de intima comunhão com Deus, e sem se esquecer do conhecimento e manejo adequado das ferramentas pedagógicas para alcançar êxito neste tão importante labor.
Mesmo os que não possuem talento nato para o ensino podem buscar o aprimoramento e aprendizado, e se tornarem verdadeiros mestres na arte do ensino. Pois, ensinar a Bíblia é uma benção e um desafio para a vida do professor que ensina. 
A EBD propicia uma troca muito útil àqueles que fazem parte dela. No qual, tanto os educadores quanto os educados crescem um pouco mais a cada dia.
A EBD tem papel preponderante na formação do cidadão, tornando-o mais consciente e conciso ante as crises atuais. Ademais, a EBD tem o papel de ensinar verdades não apenas temporais e passageiras (ainda que elas tenham seu lugar em nossas vidas); mas se trabalha verdades divinas e eternas.
A EBD contribui de forma sublime através de seus currículos, tanto na formação escolar secular, quanto no aperfeiçoamento do caráter do cidadão. Onde o ser humano será tratado como um todo, não apenas em conhecimento, mas haverá crescimento tanto da alma quanto do corpo e também em seu espirito.
Por fim, as EBDs são de suma importância quanto ao desenvolvimento secular e espiritual do cristão. Quer de maneira direta ou até mesmo indireta, contribui para o equilíbrio social. Ademais, os ensinos transmitidos via EBD é uma verdadeira ponte entre as verdades eternas frente às necessidades humanas, entre o conhecimento de Deus e a ciência humana.
Irineu Aluno do curso de bacharelado em teologia.

domingo, 25 de dezembro de 2011

DEPUTADO FEDERAL MARCOS FELICIANO DENUNCIA A CONSPIRAÇÃO DO GRUPO LGBT

CONSPIRAÇÃO DO GRUPO LGBT – Denúncia por Marco Feliciano


Pronunciamento do Deputado Pastor Marco Feliciano Realizado dia 24/11/2011 na Câmara Federal

Senhoras e Senhores Deputados.

Faço uso desta tribuna para fazer um apelo, à nação brasileira que ainda e apenas por enquanto, é uma nação FAMILIA!
Minha denuncia é grave. É sobre a militância LGBTT pra quem sou obrigado a “tirar o chapéu” pela estratégia, pela força e pelos apoiamentos que possuem que, respaldados em  ALTOS IDEAIS de direitos humanos, não a violência e sim a cidadania, conseguiram notoriedade, espaço privilegiado junto ao GOVERNO, aos intelectuais, artistas e mídia em geral, incluindo a mídia desta Casa que, tenho quase certeza, não divulgará este discurso e se eu estiver errado que me desculpem. Como eu disse é uma denuncia grave.
Trata-se de uma CONSPIRAÇÃO! Sim senhoras e senhores! Uma conspiração contra o certo, contra a família, contra a continuidade da existência humana!
O assunto é angustiante,  desconfortável, gera mal estar, mas alguém precisa falar. Acredito que cerca de 80% dos parlamentares desta Casa são contra as ultimas decisões do STF e STJ sobre a união estável  e do casamento civil entre pessoas do mesmo sexo, e por se tratar de assunto deplorável a não manifestação desta Casa deu à MAIS ALTA CORTE, o direito de se pronunciarem, dando parecer favorável , mas não unanime sobre o assunto.  Em meu pensamento deveriam os magistrados ter agido como o fez os magistrados franceses, que disseram que tal assunto era de competência do PARLAMENTO,  era assunto sim de interesse do povo pois toca em seus costumes, pensamentos, afinal o Parlamento foi eleito pelo povo, e o POVO É SOBERANO!
Quando criança, na escola dominical a professora contou a seguinte história: o diabo queria entrar no céu, bateu a porta, e, atendido por um bondoso anjo tentou entrar. O anjo fechou a porta abruptamente, mas a mão do diabo havia entrado. Gritando de dor, o anjo por sua natureza bondosa abriu a porta para que ele retirasse a mão, mas o infeliz colocou o braço todo, o anjo então fecha mais uma vez a porta e o gatuno grita novamente, alegando que seu braço seria arrancado, o anjo abre a porta para ele tirar o braço então ele entra de corpo todo. 
Moral da história se der mão quer o braço, se der o braço quer o corpo.
Dois meses atrás A UNIÃO ESTAVEL, semana passada O CASAMENTO CIVIL, ontem  no seminário ESCOLA SEM HOMOFOBIA foi pedido: EVITAR DISCRIMINAÇÕES DE GENERO E DIVERSIDADE SEXUAL EM LIVROS DIDATICOS E PARADIDATICOS UTILIZADOS EM ESCOLA, ou seja, caberá ao MEC só aceitar materiais de editoras que, ou não coloquem a figura família PAI e MÃE e FILHOS, ou incluir-se-a DUAS MULHERES OU DOIS HOMENS DE MÃOS DADAS E A FIGURA DE UMA CRIANÇA; semana que vem na Comissão de Seguridade Social e Familia a votação do projeto que da ao PARCEIRO HOMOSSEXUAL O DIREITO AO PENSIONATO. Na justificativa do Seminário ESCOLA SEM HOMOFOBIA, esta escrito: A conferencia Nacional LGBT de 2008 aprovou 561 recomendações políticas públicas para LBGT entre as quais passo a destacar:

- 1.1.2 -  Inclusão da População LBGT em programas de alfabetização nas escolas públicas (cota para professor homossexual);
-  1.4.6 - Distribuição de livros para bibliotecas escolares com a temática diversidade sexual para o público INFANTO (até 10 anos) JUVENIL (10 aos 15 anos);
- 1.2.33 - Cria bolsa de estudo que qualifique os profissionais travestis e transexuais:
- 1.1.5 - Cursos de pós-graduação sobre diversidade sexual; num País onde 35% de seu povo é considerado analfabeto (não apenas porque não sabe ler e escrever, mas quando consegue ler – não sabe localizar a noticia no tempo e no espaço;
- 1.2.3 - Classificar como inadequadas para crianças, obras com conteúdos homofóbicos (bíblia por exemplo);
- 1.2.15 – Legalizar o Direito do Casal Homossexual de adotar filhos / com registro feito em nome do casal; (termo mãe e pai desaparecerá);
-1.2.10 – Presidios Especiais para a População LGBT;
- 1.3.35 – Criação de Selo nacional para empresas que apóiam ou estimulam os LBGT;
- 1.2.18 – Atenção Domiciliar humanizada aos idosos LGBT;
- 1.2.28 – Profissionalização da PopulaçãoLGBT (Programa Primeiro Emprego Gay);
- 1.3.42 – Implementação do programa viaja mais diversidade (Turismo LGBT);
- 2.1.9 – Reforma Agraria para a população LBGT ;
- 1.2.30 – Estimular o acesso de jovens LGBT nas ofertas de estágio remunerado;
- 1.1.6 – Cursos sobre os direitos da População LGBT;
- 1.2.31 – Capacitação Profissional para Travestis e Transexuais;
- 1.1.16 – Direitos sexuais e reprodutivos para a população LGBT;
- 1.2.4 – Controle Social junto as Redes de TV, com proibição de piadas LGBT;
- 1.4.10 – Promover pesquisa sobre homofobia ambiental;

Junto ao Conselho Federal da OAB, a comissão especial de Diversidade sexual, no seu anteprojeto propõe:
Cap XVI –  Dos Crimes
Art . 100 – Pai não pode ensinar ao filho sobre orientação sexual; padre, pastor não podem ensinar seus fiéis sobre esse assunto – pena de 2 a 5 anos de reclusão;
Art. 102 – Empregador ao não contratar um LGBT – pena de 1 a 3 anos de reclusão, agravando em um terço se for cargos públicos;
Art. 103 – Qualquer estabelecimento comercial que pedir para que DOIS HOMENS NÃO SE BEIJEM PUBLICAMENTE ALI – pena de 1 a 3 anos de reclusão;

Cap. XVII – Políticas Públicas
Art. 106 – Paragrafo IV – ELIMINAÇÃO DOS OBSTÁCULOS HISTÓRICOS, SOCIOCULTURAIS E INSTITUCIONAIS QUE IMPEDEM A REPRESENTAÇÃO DA DIVERSIDADE SEXUAL NAS ESFERAS PÚBLICA E PRIVADA : FAMILIA, IGREJA ?
Faço um apelo aos parlamentares desta Casa, em especial à Frente Parlamentar Evangélica – Na pessoa de seu Presidente Deputado João Campos, à Frente Parlamentar Católica – Na pessoa do Deputado Eros Biondini, por um momento a serem mais que políticos, a serem estadistas! O Estadista sacrifica o momento pelo Futuro! Sacrifiquem o conforto (pois falar deste assunto trás desconforto), sacrifiquem se preciso for, seus votos, e se preciso for, sacrifiquem até seus mandatos PELOS NOSSOS FILHOS E GERAÇÕES FUTURAS! Freud diz que tudo que uma criança, vê, ouve e sente, fará parte da construção do seu caráter e personalidade no futuro.
Não a homofobia! Mas também não a concessão de direitos que geram mais DISCRIMINAÇÃO e SEGREGAÇÃO!
Apelo hoje aos Nomes que passarei a citar, para que quebrem as barreiras, e as diferenças caso hajam, porque mais são os propósitos que nos unem do que os que nos separam.
- Pr. José Wellington Bezerra da Costa, Presidente da CGADB;
- Bispo Manoel Ferreira, Presidente da Assembléia de Deus de Madureira;
- Pr. Dr. Samuel Ferreira, Presidente da AD Bras;
- Pr. Dr. Abner Ferreira, Presidente da AD Madureira RJ;
- Pr. Silas Malafaia, Presidente da AD Vitoria em Cristo;
- Pr. Jabes de Alencar, Presidente do Conselho de Pastores de SP e AD Bom Retiro;
- Pr. Samuel Camara, Lider da AD Belem e Presidente da Rede de Comunicação Boas Novas;
- Missionário RR Soares, Lider da Igreja da Graça;
- Apóstolo Valdemiro Santiago, Lider da Igreja Mundial do Poder de Deus;
- Apóstolo Rene Terra Nova, ministério Internacional da Restauração;
- Apóstola Valnice Milhomens, líder da Igreja Nacional do Senhor Jesus Cristo;
- Apóstolo Marcio Valadão, da Batista da Lagoinha;
- Pr. Jorge Linhares, da Batista do Getsemani;
- Pr. e  Deputado Mario de Oliveira, Lider da Igreja do Evangelho Quadrangular;
- Pr. Cesino Bernardino, presidente dos Gidões Missionários da Ultima Hora;
- Pr. Reuel Bernardino, vice presidente dosGideões Missionários da Ultima Hora;
- Apóstolo Estevam Hernandes e Bispa Sonia Hernandes da Igreja Renascer;
- Bispo Robson Rodovalho, da igreja Sara Nossa Terra;
- Pr. Fad Farad, Lider do Ministerio da Fé;
- Apóstolo Ezequiel Teixeira, Lider da igreja de Vida Nova de Iraja;
- Pr. Marcos Gregório, Lider do Ministério Apascentar;
- Pr. Simonton, Lider da Comunidade Praia da Costa;
- Apóstolo Cesar Augusto, da igreja Fonte da Vida;
- Apóstolo Sinomar, Lider da Igreja luz para os povos;
- Apóstolo Doriel, líder da Casa da Benção;
- Pr. Aguiar Valvassoura, líder da Igreja do Nazareno;
- Pr. Aloisio Silva, líder da Igreja Videira em Goiania;
- Bispo Macedo, líder da Igreja Uiversal do Reino de Deus;
- Pastores Custódio Rangel e Altomir, lideres da ADHONEP,
- Bispo João Carlos Lopes – Presidente do Colégio Episcopal Metodista;
- Rev. Obedis Ferreira da Cunha Jr. – Pr. Titular da Igr. Presbiteriana Nacional;
- Rev. Roberto Brasileiro Silva – Pres. Da Igr. Presbiteriana do Brasil;
- Pr. José Carlos da Silva – Pres. Da Convenção Batista Nacional;
- Pr. Egon Kopereck – Pres. Da Igr. Evangélica Luterana do Brasil;
- Pastores: Junior de Souza; Paulo Marcelo; Napoleão Falcão; Abilio Santana; Geziel Gomes; Adeildo Costa; Carvalho Junior; Aldery Nelson; Yossef Akiva; Gilmar Santos; Gilvan Rodrigues, pregadores das grandes massas e formadores de opinião;
- a todos os conselhos de pastores do Brasil, bem como todas as denominações evangélicas, pentecostais, neo pentecostais, ortodoxos, carismáticos, históricos, todos os pastores e obreiros;
- Rev.  Adail Carvalho Sandoval, presidente Sociedade Biblica do Brasil;
- Dom Raimundo Damasceno – Presidente da CNBB –Conferencia nacional dos Bispos do Brasil,
- Dom Odilio Scherer, Arcebispo de São Paulo;
- Pe. Jonas Abibe, Presidente da TV Canção Nova;
- Conselho Episcopal da Igreja Católica e todas as suas circunscrições Eclesiasticas; seus bispos, cardeais, bispos, arcebispos, padres, presbíteros e diáconos e todos os religiosos e religiosas;
Fico Imaginando uma reunião com todos estes guerreiros, onde com uma visão, uma determinação, e liderança, poderemos resgatar as diretrizes do moral, do ético, dos bons costumes e mais, mostrar que pela Familia Brasileira quebramos as barreiras interdenominacionais. 
Estes homens e mulheres juntos, podem mobilizar 95% da população brasileira! Ainda da tempo. É possível!
Faço aqui meu humilde pronunciamento implorando que minha voz seja ouvida.
Obrigado.
Pastor Marco Feliciano
Deputado Federal

sábado, 24 de dezembro de 2011

TERCEIRA VIA DA CGADB! QUEM SERÁ O CANDIDATO?


1. MINHA OPINIÃO
Ultimamente tenho recebido muitos email pedindo para comentar sobre a TERCEIRA VIA; portanto, em poucas palavras coloco a minha opinião, particularmente não acredito que essa chamada TERCEIRA VIA venha a ter candidato próprio, digo, candidato de notório conheciemnto nascional, ou seja, que tenha liderança em nivel de Brasil, os nomes que os colegas apresentaram em artigos publicados na internet e nos blog não representam empatia suficiente para uma futura eleição, por outro lado os nomes de liderança nacional estão afinados com a atual administração e não abrirão mão de seus vinculos que anos caminham juntos; caso venha aparecer um nome será apenas um nome e que no fritar dos ovos se resume em o dualismo que ja conhecemos; portanto,  não creio que essa TERCEIRA VIA alcansará seus objetivos finais; porém, não posso deixar de falar que sempre sou a favor de muitas vias, não apenas três.

ANA PAULA VALADÃO COMPARA A GLOBO A GRANDE BABILONIA


A história da Babilônia remonta os tempos mais antigos da história humana. Foi ali, na Babilônia, que os homens decidiram construir uma torre com o propósito de se tornarem famosos (Gn 11.4). Eles só não concluíram a torre porque Deus agiu e, confundindo-lhes a língua, dispersou-os por toda a terra. Mas nem todas as pessoas se mudaram da Babilônia. Durante anos, décadas e séculos a cidade da Babilônia permaneceu ativa na Mesopotâmia, influenciando e sendo influenciada pelas culturas e religiões dos povos à sua volta. Babilônia, como o próprio nome indica, tornou-se o “portão dos deuses”: um lugar aberto a tudo e a todos, onde proliferavam os mais diversos cultos, religiões, idolatrias, práticas de adivinhação, e também festas, bebedices, imoralidades e comércios de todo tipo.
No ano de 586 a.C., o Reino de Judá foi derrotado e conquistado pela Babilônia. Com o propósito de enfraquecer a identidade dos povos conquistados, os babilônios arrancavam as pessoas de sua terra natal e as enviavam para o exílio, espalhando-as e misturando-as com outros povos. Era uma estratégia de guerra e conquista que tinha a intenção de fazer com que os povos conquistados não mais levantassem a bandeira de sua terra natal, de seus costumes, de sua religião e de seus princípios, mas antes fossem engolidos e assimilados por outros povos, culturas e religiões. Foi isso que os babilônios tentaram fazer com os judeus ao arrancarem-nos da Palestina e de Jerusalém. A intenção era fazer com que os judeus assimilassem e fossem assimilados pela cultura babilônica.
O tempo passou (aproximadamente 70 anos, contados a partir da queda de Jerusalém) e o império babilônico se desfez. Diversos problemas internos e revoltas externas catapultaram a dissolução do império. Internamente, havia disputas de poder; e, externamente, os povos decidiram que não mais se deixariam assimilar pela cultura babilônica. Eles não queriam se perder naquela cultura, antes, preferiam manter a própria identidade cultural e religiosa. O povo Judeu era um desses tantos grupos que decidiu se opor à assimilação e manter a própria identidade.
Com a queda do império babilônico e da sua malfadada tentativa de descaracterizar os povos, a Pérsia assumiu o cenário internacional. Ao invés de tentarem destruir a identidade dos povos com o propósito de enfraquecê-los e conquistá-los, os persas decidiram resgatar a identidade dos povos a fim de fortalecê-los e tê-los como aliados. Por essa razão, Ciro escreveu um decreto permitindo e encorajando a volta de todos os judeus para a Palestina. Ele inclusive patrocinou a reconstrução do templo em Jerusalém, pedindo aos judeus que orassem por ele. Não que Ciro tivesse se convertido ao Deus do Céu. Ele não pensava religiosamente, mas sim politicamente. Ele queria ter aliados políticos a fim de manter o seu império. Enquanto Ciro pensava a partir da perspectiva política, o povo Judeu pensava a partir da perspectiva divina. Para eles, não importava se Ciro queria alcançar favores políticos, mas, sim, que Deus o estava usando para que o Templo fosse reconstruído, o fogo do altar fosse reaceso, a adoração fosse restaurada e o povo judeu pudesse reafirmar a sua identidade como povo de Deus. Portanto, ao invés de levantarem a voz contra Ciro, eles decidiram agradecer e adorar a Deus pela porta que havia sido aberta.
A igreja evangélica brasileira passa por um momento parecido. Se antes, havia uma tentativa de desacreditar e descaracterizar a igreja evangélica por meio de caricaturizações, hoje existe uma tentativa de aproximação dos evangélicos. A Rede Globo, por exemplo, que é uma empresa de comunicação plenamente comercial, tem se aproximado dos evangélicos. Ela faz isso não porque tenha se convertido a Jesus, mas, sim, porque reconheceu que os evangélicos se tornaram numerosos no país, e, consequentemente, uma força consumidora. Portanto, ao invés de manter uma ofensiva contra os evangélicos, a Rede Globo decidiu encorajar e patrocinar cultos com o propósito de conseguir ganhos de audiência. Enquanto a Rede Globo pensa a partir da perspectiva comercial, a igreja evangélica precisa pensar a partir da perspectiva divina. Se Deus usou Ciro para que o culto no Templo de Jerusalém fosse restabelecido, será que Ele não teria poder para usar a Rede Globo para que a mensagem do evangelho seja proclamada, o nome de Jesus seja levantado e a identidade da igreja seja reafirmada? Ainda que muitos possam duvidar, Deus continua tendo todo o poder! Portanto, ao invés de levantarmos a voz contra Ciro, que tal agradecermos e adorarmos ao Senhor por essa porta que foi aberta!?

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

A GLOBO É GOSPEL; É ECUMENICA, É CAPITALISTA


1. Minha Opinião
É um direito constitucional opinar, entendo perfeitamente que você esta dizendo uma grande porta se abril, na globo para evangelizar; EVANGELIZAR? ( ? ) qual evangelho? Ha sim, o outo evangelho! pois, o evangelho de Cristo provoca uma mudança comportamental, no corpo na alma e no espirito; na verdade, o evangelho gospel não é o evangelho de Cristo, é um outro evangelho; o evangelho gospel é o evangelho do CAPITALISMO, sociologo Max  Weber ja dizia isto; portanto, o fenomeno gospel se tornou uma cultura, música que apenas fala de Deus, mas, Deus esta muito longe dali; o que esta contecendo é um ecumenismo, e os interesses financeiros.. . Se você quiser saber mais adquire o livro ANTROPOLOGIA TEOLÓGICA,

Calçados EXCLUSIVOS em Couro Legítimo - Direto da Fábrica (Braztrade Couros

Veja nossas todas ofertas:

http://braztrade.webnode.com.br

Modelos Masculinos Apenas R$85,50.
Em até 18x no cartão ou à vista sem taxas de parcelamento.

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

21ª ESCOLA BIBLICA DE ROLIM DE MOURA, ESTAREMOS LÁ;


Se Deus permitir estaremos nos dias 10 a 13 de janeiro da EBD de Rolim de Moura, ministrando sob o tema: A BIBLIA, A CIÊNCIA E A FILOSOFIA. Até lá abrços a todos.

Ola, meus irmãos e amigos foi lançado o meu livro Antropologia Teologica pela editora A D Santos, com o Prefácio do Ilustres Pastores Elinaldo Renovato e Altair Germano 

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

PORQUE NÃO SE APRENDE?

Psicopedagogia Clínica


Diagnostica, orienta, atende em tratamento e investiga os problemas emergentes nos processos de aprendizagem. Esclarece os obstáculos que interferem para haver uma boa aprendizagem. Favorece o desenvolvimento de atitudes e processos de aprendizagem adequados. Realiza o diagnóstico-psicopedagógico, com especial ênfase nas possibilidades e pertubações da aprendizagem; esclarecimento e orientação ocacional operativa em todos os níveis educativos.
A psicopedagogia no campo clínico emprega como recurso principal a realização de entrevistas operativas delicadas e a progressiva resolução da problemática individual e/ou grupal daqueles que a consultam.

ESCOLA APOSTÓLICA - Cursos Teológicos Online

Não consegue visualizar essa mensagem? Clique aqui

Escola Apostólica

CURSOS TEOLÓGICOS ONLINE

E-Learning

MATRÍCULAS ABERTAS!

PAGUE EM ATÉ 10X NO BOLETO OU CARTÃO

DESCONTOS ESPECIAIS PARA IGREJAS!

Os cursos de Teologia à distância da ESCOLA APOSTÓLICA têm como metodologia de ensino a Open University – Universidade Aberta, isto é, o aluno realiza atividades a distância.

O ensino a distância é a metodologia do momento. É uma questão de evolução. A educação convencional não consegue mais atender à demanda de formação e atualização profissional no atual sistema. Felizmente, a evolução tecnológica possibilita novas soluções na área da educação. Uma dessas soluções é o ensino a distância, caracterizado pela separação física entre o professor e o aluno.

A educação à distância é sem dúvida um projeto de alcance mundial, que hoje não abrange apenas os cursos de teologia, mas vários outros ramos de conhecimento. É uma alternativa educacional que possibilita você gerenciar seu próprio estudo sem freqüentar uma sala de aula e sem a presença de um professor.

CATÁLOGO DE CURSOS

ENSINO TEOLÓGICO

A Escola Apostólica tem em sua Grade Curricular os seguintes Cursos Teológicos Livres:

CAPACITAÇÃO MINISTERIAL

Os cursos de Capacitação Ministerial da Escola Apostólica visam preparar o aluno ao desempenho do serviço eclesiástico na Igreja Local nas mais diversas áreas:

 

VANTAGENS DO CURSO À DISTÂNCIA

Os Cursos da Escola Apostólica oferecem aos seus alunos inúmeras vantagens sobre os Cursos presenciais, sem perda de qualidade e/ou conteúdo.

HORÁRIO: O aluno estuda quando quiser, respeitando o seu ritmo de aprendizagem estabelecendo a sua própria agenda e horários. O curso está disponível 24 horas por dia, 07 dias por semana.

FLEXIBILIDADE: O aluno, de acordo com a sua necessidade, escolhe quais disciplinas quer começar a estudar.

BAIXO INVESTIMENTO: O investimento que o aluno fará pelo Curso completo fica próximo de apenas uma mensalidade de uma escola presencial.

RAPIDEZ: Uma vez que o aluno independe da estrutura de uma Escola convencional com classes e horários pré-definidos, ele pode concluir o seu curso com mais rapidez, de acordo com a sua disponibilidade de tempo e organização. Isso implica em diminuição de tempo para se obter uma formação de alto nível.

CONTATO

Maiores informações entre em contato:

55 (11) 3804-3020

E-mail: faleconosco@escolaapostolica.com.br

www.escolaapostolica.com.br

Não deseja mais receber nossas mensagens? Clique aqui e envie e-mail com assunto REMOVER

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

FESTIVAL GOSPEL PROMOVIDO PELA GLOBO, BENÇÃO OU MALDIÇÃO?


A Rede Globo depois de anos massacrando os cristãos, com novelas que zomba da Biblia, atores que se apresenta como um pastor pilantra, atriz que joga a calcinha em cima da Biblia, atriz que diz ser uma crente que frequenta buates etc. Agora esta ditando as regras musical gospel; esse evento foi benção ou maldição? Dê a sua opinião.

O TEOLOGO PRECISA TER CONHECIMENTO FILOSOFICO

A Filosofia é uma Ciência necessária. Entre as matérias do ensino superior, a FILOSOFIA - segundo certo preconceito já velho e difundido - apresenta-se como a mais abstrata e a mais afastada dos interesses vitais e das necessidades humanas que empolgam a mocidade. No entanto, este preconceito é devido, em grande parte, ao próprio fato de se ignorar a FILOSOFIA e o HOMEM. Na realidade, a FILOSOFIA é, inegavelmente, a disciplina mais necessária e mais viva entre quantas se estudam na escola e se afirmam na cultura.

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

REFLEXÃO FILOSOFICA

Toda a reflexão filosófica é importante. Por esta razão, um dos principais objetivos das atividades é estimular a capacidade crítica e criadora de produção e desenvolvimento da pergunta. Não se faz filosofia se não existir o problema; assim como não existe problema se não houver reflexão filosófica. O hábito de exercitá-la é essencial para entender que a filosofia, por ser uma atividade estritamente humana, só pode ser entendida e fundamentada na realidade concreta. É importante, pois, pensar a questão metodológica como ferramenta fundamental de toda a atividade reflexiva – e essa verdade se aplica a todas as áreas do saber.

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

LAMENTAVELMENTE O SEXO VIRTUAL CRESCE

LAMENTAVELMENTE

Lamentavelmente:
As redes sociais que promove o sexo virtual, como por exemplo a badoo é a mais cresceu nos ultimos anos ultrapassou a casa dos 130 milhões usuários.
O Badoo alcançou a marca da quarta rede social mais popular do mundo. Ao todo, são 130 milhões de usuários da plataforma criada para o sexo. Com possibilidade de logar no Badoo a partir da sua conta do Facebook, ou criar um perfil exclusivo na rede, o Badoo torna-se cada vez mais popular. São 125 mil novos usuários todos os dias e um universo de 51 milhões deles que desfrutam do serviço mensalmente. O Badoo é, hoje, um dos 65 sites mais visitados do planeta.

Lamentavelmente
Os econtros sexuais são marcados pela rede, envolvendo traição, praticas homossexuais e atos bestiais, ao ritmo de 125 mil usuários por dia. Segundo os baduinos o Badoo funciona e cumpre sua premissa. Segundo uma pesquisa realizada com 85 mil britânicos, 30% deles afirmam ter conhecido alguém na rede para relações sexuais. Como todo serviço do tipo, o Badoo também precisa se esquivar de diversas críticas sobre seus filtros de privacidade e garantias ao usuário. Por exemplo, na plataforma seu e-mail é divulgado e pode ser encontrado via buscas por padrão. É o tipo de coisa contraproducente numa rede voltada para o sexo, porque facilita que cônjuges encontrem seus parceiros atrás de relações extraconjugais no site.

Lamentavelmente



A Biblia
A Bíblia não falha, ela diz que aquilo que o homem semear isso também ceifara, o grande dia de acerto esta chegando e pegará de surpresas esse pessoal que dissimina dissolução; eu estou com a biblia e estou certo, porque ela é meu guia.